JESUS, A PROSTITUTA E O RELIGIOSO (3ª PARTE)


    JESUS, A PROSTITUTA E O RELIGIOSO                              (3ª PARTE)



JESUS DÁ PERDÃO E NOVA VIDA A PECADORES ARREPENDIDOS

Lucas 7.48-50

Jesus foi convidado para um jantar na casa de um religioso chamado Simão. Durante o jantar, uma mulher prostituta entra e, chorando, lava os pés de Jesus, enxuga-os com seus cabelos e unge-os com um perfume caríssimo. Simão faz pouco caso de Jesus, pois
deveria saber que a mulher era pecadora e, então, mandá-la embora. Jesus então dialoga com ele mostrando que, na sua religiosidade, Simão não fez o mínimo da hospitalidade em relação a ele, mas a mulher fez muito mais do que ele. A conclusão de Jesus é que a mulher reconheceu os seus muitos pecados e, arrependida, buscou a ele. Ao contrário da mulher, Simão escondeu-se atrás de sua religiosidade, achou que era boa pessoa, com pouquíssimos pecados e que nada tinha a pedir perdão a Jesus, ao qual considerava ser um homem como ele. O texto de Lucas 7.48-50 encerra com o diálogo entre Jesus e a prostituta arrependida.

Depois de conversar com Simão, Jesus diz à mulher para quem olhava: “seus pecados estão perdoados” (v. 48). Finalmente, após arrepender-se de seus pecados, a mulher encontrava o alívio, o refrigério e a alegria do perdão. Ela tinha tido uma vida muito errada e seus pecados eram muitos, mas Jesus os perdoou a todos e deu-lhe uma nova vida. Toda pessoa que se arrepende diante de Jesus tem todos os seus pecados perdoados, não importando a quantidade deles (muitos ou poucos) e a qualidade deles (gravíssimos ou leves). Prezado leitor: talvez você esteja vivendo uma vida amarga por causa de pecados do passado que teimam em não ser esquecidos. Com sincero arrependimento, vá em oração ao Senhor Jesus Cristo que, com amor e misericórdia, perdoará seus pecados. Creia no perdão dele e viva feliz e aliviado. Aqui Jesus mostra sua divindade, pois age como Deus: é ele quem perdoa os pecados dos homens. Por toda Bíblia, somente Deus pode perdoar pecados. Veja estes textos dos Salmos: “eu disse: confessarei as minhas transgressões ao Senhor, e tu perdoaste a culpa do meu pecado” (Salmo 32.5); “bendiga o Senhor a minha alma ... é ele quem perdoa todos os seus pecados” (Salmo 103.2,3).

Nenhum homem, por melhor que seja, e nenhum anjo podem perdoar os pecados de alguém. Jesus perdoou todos os pecados daquela mulher: Jesus é Deus! Por causa desta declaração de perdão, os convidados daquele jantar comentavam uns com os outros: “quem é este que até perdoa pecados?” (v. 49). Eles ficaram confusos: estavam diante de um homem que tomava atitudes de Deus. Jesus não ficou nem um pouco preocupado com a confusão deles, pois sabia quem era: o Filho Eterno de Deus, a 2ª Pessoa da Santíssima Trindade, que tinha vindo ao mundo e, encarnando-se, tornara-se também homem. Uma pessoa que era ao mesmo tempo Deus e homem. Por isso, podia olhar nos olhos da mulher (homem) e proclamar o perdão de seus pecados (Deus). Em seguida, Jesus disse à mulher: “sua fé a salvou; vá em paz” (v. 50). A mulher confiou em Jesus. A fé dela a salvou.

Por toda Bíblia, ecoa a afirmação de que “o justo viverá pela fé” (Habacuque 2.4). Veja aquela mulher: era uma notória prostituta, ouvindo uma palavra de Jesus, resolveu arrepender-se de seus pecados e abandoná-los. Deve ter feito isto naquele dia ou alguns dias antes. Não fez nada de bom naqueles dias que pudesse “compensar” tantos pecados que tinha. Apenas creu em Jesus e foi buscá-lo. Sem fazer nada, apenas pela fé que teve em Jesus, recebeu a salvação eterna. É assim que todos serão salvos. Não pense, leitor, que por ser boa pessoa e fazer bons atos, você vai compensar seus poucos pecados perante Deus. Aos olhos dele, você é pecador e por isso o justo Deus vai condená-lo. A sua salvação não ocorre fazendo coisas boas. O único caminho é crer em Jesus como seu salvador pessoal pois foi ele quem morreu na cruz para pagar seus pecados. Busque-o em seu coração e peça a ele para salvá-lo: a sua fé em Jesus Cristo lhe salvará! A primeira consequência da salvação que Jesus dá é paz! Paz com Deus, paz consigo mesmo e paz com os outros. “Vá em paz” significa “viva em paz daqui para frente, pois eu, Jesus, perdoei todo o seu passado e te dou um presente e um futuro cheios da realidade da minha presença numa nova vida”! Que bom ser salvo por Jesus! Que bom pertencer a ele!


Nenhum comentário:

Postar um comentário